Saturday, January 11, 2014

10 de Janeiro

Um Sonho Qualquer 

Eu estava acordada, mas não abri os olhosS
abia que do outro lado podia encontrar você.
Esqueço aqueles meus sonhos velhos
 E espero descobri-lo outra vez nas terras etéreas dos meus pensamentos.
Percebeu que, por você, dos meus sonhos estou à mercê?


De olhos cerrados novamente estou,
Sonhei com meu mascarado amigo
E o  sorriso estampado em meu rosto... durou.

 Não era para ser poema
Mas então o pensamento, em você, se firma
E  ai que mora o problema
Só consegui pensar em rima!



Sei que um dia vou te achar
Perco horas tentando descobrir, a cor dos olhos, a forma de sorrir...
Será que conseguirei adivinhar?
Então é assim que sigo
Em frente, somente comigo
Aguardando a hora certa...
Aquela que poderei finalmente te olhar.

No comments:

Post a Comment