Saturday, March 29, 2014

28 de Março

 Interrompemos nossa programação normal para um post sério. Se isso não é o que você gosta, peço desculpa e espero que você tenha um bom dia.


Eu quero falar de uma coisa que vem me incomodando bastante nos últimos dias, uma pesquisa realizada pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea),  e o que penso sobre esses dados, principalmente minha indignação com esse pensamento troglodita e bruto que se instala na cabeças dos brasileiros.

 "Mulheres que usam roupas que mostram o corpo merecem ser atacadas", recebeu apoio de 65% dos entrevistados.  E não só isso,  Quase 3/5 dos entrevistados, 58%, concordaram, total ou parcialmente, que "se as mulheres soubessem se comportar haveria menos estupros".

Mais do que ultrajada eu fiquei extremamente confusa. Como é possível que uma sociedade que empurra goela baixo das meninas e mulheres a necessidade de ser sexy, atraente, gostosa, O tempo todo e ainda sim, nós, mulheres brasileiras, temos que nos “comportar” por que se não mereceríamos ser violentadas?

Onde exatamente está a lógica disso tudo?

Não sei exatamente se alguém que respondeu essa pesquisa já foi comprar roupa em uma loja qualquer? Com tantas roupas sensuais e sugestivas, como é que uma sociedade que nos entope com essas tantas roupas transparentes, shorts mais curtos que muita calcinha por ai, pode impor um código de vestuário que seja diferente do que se encontra disponível para compra? 
Como mulher eu me sinto amedrontada da possibilidade de que algum dia eu me encontre na situação que uma vez eu já tenha sido vitima de uma violência sexual e chegasse a uma delegacia e o delegado, ou delegada, me perguntasse, antes de saber se eu estava bem ou qualquer outra coisa, qual era  a roupa que eu usava.

Eu poderia ter entrado por que fui violentada, mas iria presa por que eu ia dar na cara do filho da puta, ou da filha da puta.

Como é que uma pessoa “merece” ter uma gravidez indesejada ou ser infectada com uma DST,  em suas consequências mais simplórias de um abuso causado por uma roupa curta?
 Quem raios merece ter a sua vida virada de cabeça para baixo, ter sua psique traumatizada a ponto de encontrar alivio para esse vil sentimento apenas na própria morte?

  Quantas saias longas são necessárias para acalmar uma mulher que sofra de estresse pós-traumático depois de ser violentada, quantas camisas sem decote precisam ser usadas para que ela para de ter pesadelos, ou que posso andar na rua sem ter nenhum medo de ser atacada de novo, quantas calças ela vai precisa usar para pode reaver as memórias que foram bloqueadas, ou as habilidades que ela possuía que foram perdidas pelo trauma.  Qual é a mudança de comportamento necessária para que se proteja a mulher de desvios sexuais que vão desde a frigidez extrema, fazendo a desenvolver fortes fobias para com o sexo oposto e qualquer tipo de interação sexual, como ao contrario, desviando completamente o norte sexual de uma pessoa e desenvolvendo diferentes desvios como exibicionismo, voyeurismo, vaginismo.

Isso tudo sem mencionar a depressão, crises de ansiedade em tal grau que a pessoa perde a vontade de viver, o que a leva ao suicídio. E tudo que foi mencionando está dentro da área psíquica, a violência contra a vítima pode causar lesões físicas permanentes e deformidades na nos órgãos sexuais.

  Depois de tudo isso eu me pergunto se alguma saia curta, alguma camisa com decote maior, alguma roupa sensual faz uma mulher merecedora de todas aquelas infernais consequências que vão acompanhar a mulher a vida toda junto com a memória do que vai ser o pior dia da vida dela.
Durante todo esse desabafo meu, eu coloquei a mulher em perspectiva por que a afirmação da pesquisa estava relacionada com a mulher, mas isso não significa que o homem pode sofrer as mesmas consequências caso ele seja atacado também. 

Engana-se você se, por algum delírio, acha que apenas a mulher está sob a mira dessa forma de crime, o homem, seja ele homossexual ou não, também pode ser considerado vítima da de uma violência sexual, e não é por que é um homem que deve ser ignorado.
Se a mulher é objetificada nesse tipo retrogrado de pensamento, onde ela é punida e maneira inumana por usar as roupas e o comportamento demandado pela sociedade, o que eu devo pensar dos homens?

O homem que observa a mulher com uma saia curta, e se entrega aos impulsos mais animalescos , perdendo completamente o controle de si a ponto de ter que força-la a entrar em um ato de violência sexual para satisfazer a  vontade bestial por sexo, nada mais é que um animal.   

Um animal descontrolado, sem qualquer consciência, e sem qualquer ideia do que seja uma consequência na vida por que ele precisa fuder a menina com a porcaria da saia curta!



Em suma... Vivemos em uma sociedade de mulheres sex-toys e animais para homens.  

No comments:

Post a Comment