Monday, April 14, 2014

7 de Abril


Família

Eu sempre amei palavras, acho que são elas são lindas na simplicidade delas, todo mundo fala o tempo todo, mas ninguém para perceber as palavras que se está usando... Acho que eu me apaixonei por elas de fato foi quando eu li um texto do Luis Fernando Veríssimo, Defenestração, quando eu estava no terceiro ano do ensino médio.
E acho que por amar tanto as palavras, e por ser uma nômade profissional, que vivem em mais casa do meus dedos da mão podem contar, sempre tive uma certa dificuldade com uma palavra extremamente corriqueira:
Família,

Para a maioria das pessoas família é aquele grupo de  pessoas que são ligados a você por sangue. Essas pessoas sempre têm a família por perto, as vezes na mesma cidade as vezes no mesmo estado, e essas são as pessoas que estudam na mesma escola até o fim dos dias de colégios, conhecem os vizinhos, moram na mesma que nasceram, tem o mesmo doutor o mesmo cabeleireiro...

Honestamente eu não sou assim.  Eu estudei em mais de seis escolas diferentes, a cada dois anos eu tinha uma nova casa, um novo vizinho,  e era nova na escola, mas acima de tudo, eu estava longe da minha família.
 Meus avós, meus primos, meus tios eu só os via uma vez por ano, quando dava.

Acho que foi por isso que eu comecei a alongar as barreiras da definição de família, por que no meio em que eu vivo, onde todos os amigos dos meus pais, e a maioria dos meus amigos são tão nômades quanto eu... Fica um pouco mais fácil encontrar pessoas que saibam o que é sentir sozinho.

E foi ai que minha definição cresceu, eu conheci uma risada deliciosamente alta e honesta quando tinha apenas um ano e alguns meses, mas no decorrer da minha vida encontrei diversas vezes com a dona dessa risada, e por ela ser tão próxima a minha mãe e por ter um filho que se tornou tão meu amigo, e uma família que eu guardo tão próximo ao meu coração que seria impossível, não chama-los de família.

A gente sabe que nosso tempo junto tem data de validade, e aproveita ele o máximo que pode ser fazer grandes extravagâncias, mas a gente estava sempre junto para um café , para fazer um churrasco, ligar quando precisa, abraçar quando necessário...

São poucos os que conseguem te fazer sentir bem mesmo quando você está triste, que melhoram seu humor só de estar no mesmo lugar que você, pessoas que não te abandonam, que não te deixam para trás e que podem passar anos e mais anos sem se quer olhar um para o outro, mas quando está de vola... A Gente vê  a mesma cara com novas histórias.

No meu dicionário, família é um vocábulo de uma pagina inteira, por que vai muito além do sangue... Muito além do físico... família é um troço que tem no coração.


No comments:

Post a Comment